quinta-feira, 6 de setembro de 2012

o Kaváfis de Haroldo de Campos

A Cosac Naify lança uma antologia de poemas do poeta Konstantinos Kaváfis (1863-1933), em tradução inédita de Haroldo de Campos (1929-2003)a partir do original grego. Edição bilíngue, o livro é enriquecido com textos do tradutor e do organizador do volume, Trajano Vieira, e com um poema kavafiano, também inédito, de Campos:

O deus abandona Antônio

Quando, pela meia-noite, de improviso ouvires
passar, invisível, um tíasos
com música soberba e cânticos,
a sorte que afinal te abandona, tuas obras
falidas, teus planos de vida
– tudo ilusório – com nênias vãs não lastimes.
Como um bravo que, há muito, já se preparava,
saúda essa Alexandria que te está fugindo.
Não, não te deixes burlar, dizendo: “foi sonho”,
ou: “meus ouvidos me enganaram”;
desdenha essa esperança vã.
Como um bravo que, há muito, já se preparava,
como convém a quem é digno desta pólis,
aproxima-te – não hesites – da janela
e escuta comovido, porém
sem pranto ou prece pusilânime,
como quem frui de um último prazer, os sons,
os soberbos acordes do místico tíasos:
e saúda Alexandria, enquanto a estás perdendo.












Kaváfis


 H. Campos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails